Publicado por: filonerd | janeiro 6, 2010

Promiscuous FTW? I don’t think so

A TV é o objeto mais consagrado do seculo 21. Ela lava a mente das pessoas, fazendo com que 95% da população ache isso engraçado. Você assiste TV aberta todos os dias e gosta? Acha o Netinho um anjo, rí assistindo Ratinho e manda cartas para o Gugu? VOCÊ VIBRA ASSISTINDO BBB? CARALHO, VOCÊ DANÇA FUNK??? Sorry friend, você é so mais um pobre looser.

“Ei de fazer comparações” disse Jukihanf. Começaremos com Pânico da TV e um concorrente obvio: CQC.

Pânico começou com a pior ressaca de segunda ever uma conversa de bar. Um dos presentes bateu na cabeça do outro e diss “PEDALA ROBINHO HAHAHAHAAHAHA”  Seu amigo respondeu: “Por que não fazemos um programa de TV??”. E foi assim. Desde então, eles apresentam o programa aos domingos na Rede TV. Os quadros são os seguintes:

  • Vesgo e… (o quadro é uma merda que muda todo programa)
  • Pânico pega bebados para assediarem gostosas
  • Palco com gostosas
  • O Impostor (“Mermao, esse cara é foda demais mano”)
  • Amaury Dumbo eventualmente entrevistando gostosas (ainda não entendi o ponto desse quadro)
  • Masoquismo muito engraçado com o Tio Bola com não gostosas (evidente fracasso do programa)
  • Etécetera (isso não é um quadro, idiota)

Como espero que a maioria de vocês já tenha notado, é necessário um QI de 500 algarismos negativos para entender as piadinhas e se mastubar na frente da tela. Agora vamos comparar essa evidente MERDA ao programa CQC, exibido as segundas no canal 4 (algúem sabe o nome do 4?). O programa tem como foco entrevistas e piadas com politicos e atores famosos em geral. E quando eu falo famosos, não é a ralé que o pânico segue. Já deram uma bandeira do Brasil para o Brad Pitt!

Mas a melhor parte do programa, que nenhum idiota que assiste Pânico entenderia, é o quadro “Controle de Qualidade”. No quadro, eles perguntam coisas relevantes aos politicos. Acredite, muitos deles não sabem responder.

Agora o Fatality, so para comprovar minha teoria.

Comentários típicos de videos do Pânico no Youtube (aqui):

nossa vei q cara doidoo auhauh

essa bolina eh gostosaa demaaii…

kkkk

KKKKKKKKK essa musica sem duvida e muito doida “Quando eu nasci a minha mae nao tinha leeeeite, e blablumbdrangleu nao sei o resto srsrrr”
esse e um dos mais doidos panico delivery.

Comentários típicos de videos do CQC no Youtube (aquiaqui):

Grande excremento é a democracia quando a sociedade não valoriza a inteligência e boa-fé.
Valorizamos conveniências: tv a cabo ilegal, “segurança” ilegal, bolsa família, bolsa escola, ensino em faculdades particulares financiadas pelo governo, vestibulares mais fáceis, cotas universitárias etc. Todos essas políticas são feitas por mafiosos demagogos. Vivemos em Chicago.

Esse país está perdido. Tudo isso é reflexo da nossa ignorância. Elegemos mafiosos (vide os grandes chefões das mílicias no rio de janeiro que ocupam altos escalões no governo) e néscios.

Políticos e suas tipicas e manjadas evasivas

Vamos ao proximo tópico: a música no Brasil. Analisemos o que mais passa na TV.

Para os jovens temos nada mais nada menos que NX0 e bandinhas de garagem, como Cine. Penteados cute, piercing, musicas melosas. O que aconteceu com os velhos tempos? Meus tios ouviam Beatles e Rolling Stones. Not to mention bandas como Legião Urbana e Barão Vermelho. Já escutou uma dessas duas? É pura poesia. Não tem essa de “OOohhh. OOoOohhh. Aposto um beijo que você me quer”

E para o público adulto, o sertanejo, o samba e o funk. Os três se resumem a miseras palavras: “MEU AMOR”, marchinhas do tipo “me dá um dinheiro”  e “Creeeeeeeeu”, respectivamente.

Se o Brasil não abrir a mente para novos tipos de cultura, continuaremos sendo para sempre esse país promíscuo, conhecido lá fora pelo Carnaval e pelo futebol, que num leva neguim a lugar nenhum. A TV faz um país. A TV é tão “importante” que faz os casais trocarem sexo por novela. Enquanto esses malditos bitolados não sucumbirem a novas ideias… nada vai mudar.

Anúncios

Responses

  1. é kra, somente os nerds tem essa opnião, ou pessoas mais culturizadas conseguem enxergar isso. e isso é uma parcela pequena do brasil, muito pequena. a grande massa , principalmente adolecentes burgueses que limitam suas vidas ao futil , que sua vida é sem sentido e eles nem se dão conta disso o que na verdade é triste. mas eles estão presos em uma mente limitada endemoniada , baixa e futil infelismente

    abr excelente texto

  2. Não se pode generalizar qualquer opinião.
    Concordo que o Pânico não é bom, concordo que o CQC é muito melhor, isso é notório, cara.
    Mas, que tipo de pensamento elitista é esse sobre o samba? Tu sabe lá o que é samba de raiz? Gosto musical é pessoalissímo, não dá pra menosprezar toda uma cultura. Promíscuos, nós? De onde veio essa ideia? De onde veio esse puritanismo religioso? Ah, foi da Europa, né? Nós somos o Brasil, não temos que seguir as tendências culturais de lá. Podemos até vivenciar alguns costumes europeus (Natal, algumas religiões emprestadas, etc), mas, somos acima de tudo, brasileiros. Temos que inventar um país, porque somos um povo inventado. Pode assistir o Darcy Ribeiro, veja a nossa matriz tupi, luso e afro. Não seja mais um elitista, não fique subjugando um povo só porque você não curte algumas coisas da nossa cultura.

    Enfim, vida longa e próspera pra você.

    • Não estou subjugando o Brasil! O ponto do texto, como muitos aqui no ACN, é so mostrar como a população brasileira deve abrir a mente para novas ideias. Não tenho nada contra o samba, acho o carnaval bonito e o considero mais uma forma de entretenimento para nós! Acho apenas que deviamos englobar coisas que realmente trariam conhecimento para a evolução de nosso país. Por mais que algumas pessoas achem o contrario, eu me orgulho do Brasil e de sua cultura. Se passei a ideia de que acho que o Brasil é inferior na questão cultural a países de 1º mundo, peço sinceras desculpas. Nosso país tem um grande potencial. Somos a melhor economia da América do Sul, mas os iindices sociais são baixos. Se temos dinheiro e podemos investi-lo livremente, por que não fazer com que o Brasil seja lembrado pela educação de qualidade, por um sistema de saúde justo ou por pessoas cultas? A inclusão digital que vem acontecendo recentemente é um modo de as pessoas se “expressarem”, o que acaba mostrando a ignorância de muitos. Me chateia, por exemplo, ver que muitos tem twitter apenas para seguir celebridades como a Carla Perez e companhia.
      Quanto à questão da música, é so mais um exemplo de como a mídia está ai para influenciar a mente das pessoas. Se você já viu musicas além de Funk e sertanejo na televisão, você ouviu samba. O Brasil acaba criando pessoas sem personalidade, sem gosto musical. Um exercito onde todos tem gostos semelhantes pela carência de acesso à informação. E não estou dizendo que devemos diversificar nosso gosto musical com R&Bs e Hip Hops americanos. Estou dizendo internamente, como citei no post. É chato ainda ver a desvalorização de cantores e bandas MPB. Se você nunca ouviu Legião Urbana, Ana Carolina, Adriana Calcanhoto, Barão Vermelho, 14 Bis, eu recomendo extremamente.

      Bem, espero que tenha entendido meu ponto :)

  3. Já ouvi todas essas bandas, somadas a:

    — mombojó, cordel do fogo encantado, aborto elétrico, elis regina, maria rita, sangue de barro, catedral, titãs, cazuza, cássia eller, volver, los hermanos e tantas outras.

    Concordo com você, a mídia deveria divulgar mais as nossas bandas, além de NX0 e adjacências.

    Quando me refiro ao samba, não tô falando de molejo, mas, do próprio Tom Jobim com a bossa nova, como eu mencionei, um samba de raiz (capoeira, caboclinho, frevo, etc).

    Contudo, um amigo meu fora ao Canadá na ocasião de sua pós-graduação. Ele dissera-me que lá ocorre o mesmo, a maioria dos adolescentes andam todos “iguaizinhos”, escutam as mesmas “bandinhas”, esses modismos todos.

    O Brasil não é nenhum E.T, afinal, globalização serve mais ou menos como difusor ideológico.

    Sabe, eu estagio, sou estudante de letras e em uma de minhas aulas – substantivo e adjetivo – levei uma música de Pitty (Adm. Chipe Novo) e uma de Elis Regina (Pagu). A de Pitty, muitos conheciam, mas, quando ouviram a de Elis… nossa! Eles ficaram meio chocados com “não sou freira nem sou puta”, mas, apesar de acharem uma música de velhos, eles pediram para tocar a música na raidinho deles (é uma escola municipal, recursos escassos, em um bairro de periferia).

    Acho que muita coisa a escola deixa passar em branco, a culpa não é APENAS da mídia.
    Nós temos que fazer a nossa parte.
    Eu fiquei super feliz, porque, como tenho meus alunos add no orkut, em pude ver em “atualizações recentes” que muitos tinham ido à lan house e tinham adicionado em vídeos os clipes da Pitty e da Elis.

    Enfim, entendi seu ponto de vista. \\//_


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: