Publicado por: filonerd | janeiro 13, 2010

Conto – Dominação

Apesar da minha falta de criatividade para criar histórias fictícias, ai vai o conto que eu escreví para “O Nerd Escritor“.

Trying to create RPG stories

Tentando escrever RPG. Notem a banha acumulada no pescoço

Dominação

O sangue escorria no lençol. Ângelo solta a faca e seu sangue se mistura com o da mulher a quem ele ama. Não apenas o sangue, mas também as lágrimas que fluíam pelos olhos vermelhos. Ele sente como se toda sua vida tivesse ido com o vento que entrava pela janela. Não havia ódio, não havia dor. Ele finalmente estava feliz. E ele chorou.

***

Ângelo está radiante. Durante toda sua vida, tinha se preparado para aquilo. Apesar do nervosismo de todos, ele se mostra calmo ao conversar com os amigos. Havia estacionado o carro perto, e diz que vai pegar umas apostilas e seu caderno para revisar a matéria. Senta no banco e levanta o lençol que esta no banco de trás. Ali está o corpo do homem que o ajudou a mudar de vida.

Ele desce do carro e dirige-se à sala onde finalmente fará a prova que decidirá seu futuro. Dedicava-se ao vestibular desde pequeno. Quando tinha cerca de doze anos, era elogiado pelo interesse pelas aulas e por estar preocupado com seu futuro, avaliado como promissor por todos os colegas e professores.

Quando recebe a prova, está convicto de que irá passar. Passa os olhos na avaliação e retoma os principais tópicos que estudou sobre os diferentes conteúdos. Já havia dividido o tempo que usaria; cerca de 2 minutos para cada questão, sobrando tempo para revisar. Tinha certeza do sucesso.

Ao terminar o teste, teve de esperar o tempo restante acabar. Olhou ao seu redor e fixou o olhar na garota que estava ao seu lado. Estupefato por sua beleza, ele entrou num transe instigante. Sua aparência era tão hipnótica que o frustrava pela própria fraqueza emocional. Justo ele, que dizia controlar seus anseios e raramente se impressionar, estava repentinamente obcecado por uma mera mortal.

***

Ângelo descobriu seu estranho dom ainda pequeno. Sempre conseguia o que queria, mesmo quando parecia impossível. Seus pais o agradavam e mimavam. Nessa época, começou a usar seu domínio de mentes descontroladamente. Porém, percebeu que as pessoas agiam de modo estranho quando usava esse poder excessivamente. Começavam a ficar indiferentes da própria existência. Paravam de se preocupar com a própria vida.

Começou a planejar o resto de sua vida. Tornou-se um egocêntrico completamente maníaco. Auto intitulou-se como um deus. Sua vida tornou-se fácil e medíocre. Sem rumo algum, Ângelo enlouqueceu. Aos quinze anos, matou seus pais. Foi fácil convencer a policia de que foram ladrões. Tão fácil que, ao dar seu depoimento, ele riu dos pais. Os guardas ficaram impassíveis e apenas mandaram o garoto para a casa dos tios.

Apesar de dizer que já controlava seus impulsos e que teria um futuro promissor, Ângelo acostumou-se a usar seu poder sem ao menos sentir. Havia feito o vestibular para medicina, queria estudar neurologia para que um dia, talvez, descobrisse como funcionava seu dom. Não estudava em casa. Um tempo a trás, havia “subornado” os professores de sua escola e recebia aulas extras. O que ninguém podia negar e que Ângelo realmente era um rapaz responsável.

***

Se alguém gostar, peça para eu publicar a segunda parte :D

Anúncios

Responses

  1. Eu curti. Posta sim a segunda parte .


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: